ORIGEM DO ZÉ CORUJA

          Durante os anos 80, mais precisamente entre 1985 e 1986 eu tive a ideia de criar um personagem infantil que representasse o nosso país ou mais precisamente a região em que eu vivia (estado de Pernambuco, nordeste brasileiro). Embora eu não tivesse muito a pretensão de fazer do ZÉ CORUJA o que ele é hoje, visto que eu era muito novo na época, criei esse personagem que é um cangaceiro para representar a nossa cultura e região onde mostrasse as coisas típicas do ambiente em que ele atuava, como cidades pequenas do interior, o sertão nordestino e outras coisas ligadas à nossa região. Então eu fiz todo tipo de história do personagem, que no início eram histórias autorais, coias que eu não fazia muito bem na época. Fiz tirinhas, histórias de uma, duas ou mais páginas com o ZÉ CORUJA e seu amigo TATU (os dois praticamente surgiram juntos). Como eu disse no começo, eu não tinha a pretensão de fazer do ZÉ CORUJA o que eu quero que ele seja hoje. Eu desenhei várias histórias dele nos primeiros anos e infelizmente eu perdi muito material daquela época, salvo alguns que conseguirão sobreviver ao tempo e que eu gostaria de mostrar à vocês leitores a evolução do personagem até hoje. Durante a leitura de nosso post aqui eu vou colocar umas imagens intercaladas de várias épocas para vocês verem como o personagem foi mudando ao longo dos anos, Serão imagens bem antigas como cenas de algumas histórias mais atuais, algumas publicadas, outras esperando a vez e algumas cenas de histórias inacabadas que ficaram perdidas no tempo.

O registro mais antigo de uma historinha do ZÉ CORUJA em 1989.
 Como vocês viram na imagem acima esse desenho foi um dos primeiros ou se não o primeiro que eu fiz do personagem no ano de 1989, e como podem perceber, foi feito com uma canetinha de tinta nanquim com a ponta um pouco fina e os balões dessa história eu os fazia de maneira separada em um outro papel, desenhava as letras e recortava-os e colava na página onde estava desenhada os quadrinhos. Os desenhos sempre fiz à mão é claro! Esse original que está sendo mostrado aqui foi feito em um papel CUCHÊ que era um pouco duro igual à uma folha de papelão! KKKKK! Vocês vão notar umas coisas bem diferentes aí no traço do ZÉ e do TATU que diga-se de passagem, nessa época se chamava GIBÃO. Muitas histórias do ZÉ foram perdidas com o tempo e como eu disse no começo poucos desenhos daquela época chegaram ao nosso tempo, uns por descuido e outras por que eu não esperava mesmo que o ZÉ alcançasse o que ele alcançou hoje!
          Já no final dos anos 80 ou bem no início dos 90 eu conheci o pessoal da PADA que já na época publicava a revista  PRISMARTE ainda como FANZINE. Foi muito bom conhecê-los pois as primeiras aparições do ZÉ CORUJA em uma publicação foi lá. Creio que a primeira publicação do ZÉ na PADA foi exatamente essa página mostrada acima. Só não lembro agora em que edição foi. Já naqueles dias antes de me afastar por uns tempos da "turma" pois precisei viajar pra São Paulo, surgiu a ideia do álbum ECO-LÓGICO idealizado pelo editor, desenhista e roteirista mineiro EDGARD GUIMARÃES que sugeriu uma publicação com histórias de uma página de desenhista de várias partes do BRASIL com o tema ECOLOGIA. E o meu trabalho foi essa história cuja imagem está mais abaixo onde o Zé Coruja dá uma bronca nos ecologistas por conveniência.

Uma reprodução do original da história de uma página UM GRITO ECO-LÓGICO.
          Essa história acima foi roteirizada por ALEXANDRE DE FREITAS, um integrante da PADA na época, mas de lá para cá, outros roteiristas surgiram na "vida" do ZÉ CORUJA, tais como FÁBIO CASSIANO (A praia) e ARNALDO LUIZ, esse segue roteirizando o cangaceiro até os dias atuais! E foi com ARNALDO(também desenhista e criador do personagem MINOTAURO) que a vida do ZÉ ganhou muto mais impulso. O nosso cangaceiro seguiu alguns anos sendo publicado na revista PRISMARTE na segunda metade dos anos 90 com os roteiros de Arnaldo.  Eu mesmo já fiz alguns roteiros para o meu personagem nos últimos anos inclusive estou preparando duas histórias autorais para ser publicada em breve na revista própria que o personagem ganhou chamada de AS AVENTURAS DO ZÉ CORUJA na qual já está chegando na sexta edição. Já à exatos três anos atrás criamos este BLOG onde publicamos matérias sobre quadrinhos do Zé e outras novidades à respeito do personagem.

O início de uma nova fase. A revista pr´pria do ZÉ CORUJA.
Nos últimos anos graças ao apoio da PADA PRODUÇÕES nas pessoas de MILSON MARINS, ARNALDO LUIZ e JOSÉ VALCIR, o nosso famoso cangaceiro vem conquistando popularidade por onde quer que suas histórias sejam lidas e apreciadas por públicos de várias idades. Com o tempo a aparência e o traço do zé coruja foi mudando bastante e é o que você vai ver nas ilustrações abaixo.

HOMENAGEM AO AMIGO DA FLORESTA de 1990
OS BICÕES -  1996

PROTEJAM A FLORESTA MÃE  - 1995

PROTEJAM A FLORESTA MÃE -  1995

PROTEJAM A FLORESTA MÃE -  1996

2007

2007

2008

2017
 Isso que vocês viram nas ilustrações acima é só uma pequena parte de tudo o que foi feito do ZÉ CORUJA até os dias atuais. Nos pr´ximos meses pretendo publicar mais ilustrações na aba GALERIA DE IMAGENS aqui mesmo no menu deste blog. E é isso aí! Com o tempo além do ZÉ CORUJA e TATU muitos outros personagens foram surgindo no universo do nosso cangaceiro herói e como vocês viram numa postagem mais recente tivemos uma ENQUETE no FACEBOOK e WHATTSAPP para os nossos amigos decidirem a aparência do novo personagem ROBISBERTO. E eu espero contar com vocês leitores em outras enquetes parecidas com esta.

Olha que mudança o personagem sofreu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário